MESMICE – coisa vulgar, sem variação

A definição de mesmice corresponde na prática ao modelo atual de gestão de empresas, notadamente no varejo. Alguns anos atrás – não sei precisar quando – inventaram o fatídico “ POSSSO AJUDAR “. Pois bem, se alguém entra em uma loja, restaurante, salão de beleza, é certo que a ajuda será bem vinda mas, o que o cliente realmente procura é CARINHO que vem através de atenção, competência, simpatia, respeito, sorriso, boas vindas…

Acredito que através do bom acolhimento ao cliente aliado a aspectos de atração da vitrine, arrumação interna, boa iluminação, refrigeração adequada, ativação dos cincos sentidos – tratei desse assunto em outro post – poderemos ativar o relacionamento com o cliente. Esse relacionamento é feito pelo atendente diretamente, tornando o cliente da Empresa em seu cliente pessoal. Verificamos vários exemplos de atendentes que deixam a Empresa onde ativou o relacionamento com o cliente e o “carrega” para o seu novo endereço comercial.

Não somente nesse momento, a Empresa que investiu na marca, nos atendentes, no relacionamento com o cliente, em marketing, perde.

A Empresa vem perdendo desde o momento que o cliente não cria um vínculo com ela. O que fazer?

Criar a função de Assessoria de Relacionamento na e da Empresa;

Transferir todo contato do cliente para essa assessoria;

Cuidar para que todos os dados de relacionamento sejam atualizados;

Manter relação constante com o cliente;

Criar eventos mensais para atrair cada vez mais o cliente;

Utilizar as redes sociais, alimentando informações diárias do interesse do cliente;

Parabenizá-lo sempre nas datas especiais;

Entender que em qualquer relação existem os clientes especiais e que não é crime tratá-los de forma diferenciada;

E principalmente dar CARINHO, sempre.