Warning

  • Marca não é logo.

  • Inovação não é apenas uma palavra moderna.

  • Cliente não se aborda.

  • Equipe não é dispensável.

  • Empresa não é extensão da casa do dono.

Tenho notado em muitas situações que as empresas, as pessoas que formam a empresa, estão ouvindo e lendo muito lixo sobre gestão - administração - de empresas.

“A empresa é uma atividade econômica exercida profissionalmente pelo empresário….esse conceito não pode ser confundido com o de um sujeito de direito nem tão pouco com o local onde a atividade econômica de desenvolve.”

Segundo Mônica Gusmão, “  A empresa e a atividade do empresário não se confunde com seu estabelecimento…”

É fundamental  que esse entendimento esteja assimilado pelo empresário. A empresa é uma coisa e o empresário é outra.

Ao pensar em empreender, desenvolver um negócio, o empresário deverá estar atento a cinco venenos que podem quebrar a empresa desde sua partida.

  1. Criar uma empresa como extensão de sua casa. Empresa não é emprego.

  2. Ignorância e arrogância. Busque aprender o que é uma empresa que não é apenas o negócio. A empresa possui sempre três pilares: Controle, Marketing e Operação- BUSINESS e necessita de três recursos básicos, indispensáveis: Pessoas, Tecnologia e Estrutura Física ou Virtual. Creia, você não sabe tudo;

  3. Cuidado ao contratar. Contrate pessoas competentes, para cada área da empresa. Não contrate quem não pode demitir e não seja refém de ninguém;

  4. Atenção especial aos Controles da empresa. Controle Competência e não Caixa;

  5. Desenvolva o Plano de Negócios da empresa e faça Orçamentos anuais.

Lembre que a carga tributária do governo e de 34%. Os outros 66% sua sua responsabilidade.

Quer saber mais, como criar e estruturar uma empresa focada em resultado, agende um papo comigo.

NAMASTÊ